O promotor de justiça Marcelo Creste do MP recomenda lockdown regional

​Ofício com dados preocupantes foi enviado por promotor e pede articulação para lockdown regional

O Ministério Público encaminhou um ofício ao prefeito de Presidente Prudente (SP), Ed Thomas, recomendando que a cidade decrete lockdown de pelo menos 15 dias por conta do avanço da covid-19 no oeste paulista. O autor do ofício é o promotor de Justiça Marcelo Creste, que também recomenda uma articulação regional para que outras cidades adotem a medida restritiva.

“Pelo presente, recomendo a vossa excelência que seja decretado verdadeiro lockdown no município de Presidente Prudente por pelo menos 15 dias, atingindo não só atividades não essenciais, mas também as atividades essenciais, ainda que com menor grau de restrição, tal como feito em Portugal e na Inglaterra”, declarou.

De acordo com Creste, os números de ocupação regional de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) estão acima de 90% há semanas, além da letalidade no DRS (Departamento Regional de Saúde) que representa a região ser maior do que a média brasileira e mundial. Segundo o ofício, a letalidade do DRS de Presidente Prudente é de 3,1, acima da média brasileira (2,8) e mundial (2,1).

O ofício ainda aponta que o DRS possui 161 leitos de UTI Covid, sendo que 156 deles já estão ocupados, o que representa uma ocupação de 96,9%.

“Na verdade, data venia, leito de suporte ventilatório é mais uma jabuticaba brasileira, pois representa a falta de leito UTI Covid. Infelizmente, a capacidade de atendimento hospitalar da região em leito UTI está esgotada. Também está esgotada a capacidade da rede pública municipal de atender casos graves de Covid-19 nas suas unidades de urgência e emergência. Isto é revelado pelo Boletim CROSS de 07/06/2021, que aponta que, na data de hoje, 27 pessoas aguardam em toda DRS XI transferência para leito UTI Covid, das quais 05 em estado gravíssimo”, declarou o promotor.

Creste alerta para o crescimento no número de casos e mortes, caso não haja uma restrição mais rigosa.

“A ausência de verdadeiro lockdown, aliada ao esgotamento da capacidade de resposta do sistema, que, segundo noticiado, não mais tem capacidade de expansão, levará, invariavelmente, ao aumento do número de mortes, várias delas em situação de indignidade humana”.

Em nota, a Prefeitura de Prudente declarou que vai avaliar a recomendação do MP.

“A Prefeitura de Presidente Prudente informa que irá analisar o teor da recomendação do MP, em conjunto com os membros do grupo executivo de trabalho e enfrentamento à covid-19. Também serão convidados representantes de diversos segmentos da sociedade civil para contribuir com as discussões, já que se trata de um tema de interesse de toda a sociedade”.

 

Vejam o documento do MP

ASSINADO 317 (07.06.2021) – prefeitura lockdown

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proteção contra força bruta. * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.