VALÉRIA KUMIZAKI A CAMINHO DE TOQUIO

Valéria Kumizaki, do caratê, na busca pela classificação a Tóquio 2020

A carateca prudentina Valéria Kumizaki estava na briga por uma vaga em Tóquio 2020 e, de repente, todos os eventos de caratê foram cancelados, forçando sua parada. Mas ela não desanimou: “Não vou perder o foco diante da pandemia. Vou encarar como uma pausa antes da realização do grande sonho que é a Olimpíada”. A atleta garante que a pandemia não a estressou. “Vou continuar treinando do jeito que dá, corrigindo movimentos, melhorando tudo, de olho nas próximas competições, e se Deus quiser a Olimpíada será uma conseqüência”. Mas ela passou por um sufoco recentemente quando estava treinando na Europa, tentando voltar ao Brasil em plena pandemia. Estava na Sérvia, internada com dor de dente e garganta e ficou oito dias internada num hospital. “Estava sozinha, foi bem complicado”, relatou. Kumizaki treinava na Sérvia quando a pandemia explodiu. Ela logo pensou nos vários eventos que estavam programados, e na Olimpíada. “Achei que eles podiam adiar, mas afinal, acabei considerando que foi uma decisão muito sensata”. Enquanto as competições não voltam, a carateca treina em Presidente |Prudente e faz reabilitação física na clinica Physione, com o fisioterapeuta Gustavo Yuki. Kumizaki é atleta da seleção brasileira de caratê e conquistou o ouro nos Jogos Pan-Americano de Toronto 2015 e de Lima 2019. O sonho da Olimpíada de Tóquio 2020 só está pausado. Ela sabe que tem um longo caminho à frente. O sonho, bem como a disputa, foram só adiados. Vai passar. É hora de ficar em casa e cuidar da saúde, sem perder o foco no objetivo. “Com o aviso de que vai ficar para o ano que vem a Olimpíada, a gente ainda tem um monte de campeonato para disputar. Espero que essa crise do coronavírus diminua. Estou motivada para as próximas competições, a gente vai conseguir.”

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proteção contra força bruta. * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.