Documentos revelam que médicos cubanos estavam preparados “para pegar em armas” caso Havana ordenasse

Um documento legal, utilizado como base do processo que quatro cubanos movem contra a Organização Panamericana de Saúde, OPAS, nos Estados Unidos, fornece informações escabrosas sobre como os médicos eram direcionados a agir.

O documento foi acessado pela Revista Crusoé que traz com detalhes o macabro plano de inserção social de agente duplos.

Qualquer Homem Pode Durar 2 Horas Na Cama Usando Isso Uma Vez Por Dia
Primeiramente os médicos afirmam que foram treinados para doutrinar os brasileiros, fazendo propaganda de cuba e também de partidos aliados da ditadura caribenha.

Num segundo momento, o documento informa que os médicos deveriam “se agrupar em unidades militares” caso fossem ordenados, e em fins de defender um governo estrangeiro aliado de Cuba, pegar em armas e lutar.

Informação dO Antagonista.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proteção contra força bruta. * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.