PF faz operação para investigar violação de sigilo do voto

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (24) operação de combate a crimes relacionados às eleições deste ano, como casos de violação de sigilo do voto e de incitação de homicídio, com nove ações simultâneas sendo realizadas pelo País após monitoramento de redes sociais, informou a PF. A chamada operação Olhos de Lince faz parte das atividades realizadas pelo Centro Integrado de Comando e Controle Eleitoral. 

Como parte das ações, foram emitidos quatro mandados de busca e apreensão nos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, e estão sendo preenchidos cinco Termos Circunstanciados de Ocorrência, com a intimação dos investigados nos Estados de Minas Gerais, Pernambuco e Rio Grande do Sul, segundo a PF.

“Para a identificação dos investigados foram utilizadas técnicas de reconhecimento facial, que por meio de critérios científicos permitem a realização de análises e comparações das características faciais tais como cicatrizes, manchas e proporções, possibilitando a identificação de forma técnica e precisa dos suspeitos”, afirmou a Polícia Federal em nota.

Logo após o primeiro turno da eleição em 7 de outubro, a PF deflagrou uma operação para investigar e coibir crimes relacionados a vídeos que circularam nas redes sociais. No dia do pleito, circulou um vídeo em que um eleitor denunciava suposta fraude no sistema de urnas eletrônicas. Outro vídeo nas redes mostrava uma pessoa pressionando os dígitos da urna eletrônica com uma arma.

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proteção contra força bruta. * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.