Pesquisador compartilha suas vivências nos Estados Unidos

Palestras, minicurso, Prêmio Científico e Prêmio Pibic/CNPq/Unoeste marcam o encerramento do Enaext

Foto: João Paulo Barbosa

 Dr. Wagner Vendrame compartilhou informações da Universidade da Flórida

No encerramento do 15º Encontro Anual de Extensão (Enaext), na noite desta quinta-feira (25), o pesquisador brasileiro radicado nos Estados Unidos Dr. Wagner Vendrame compartilhou suas vivências na Universidade da Flórida. Na condição de engenheiro agrônomo doutor em horticultura, atua como professor na graduação e pós-graduação, no Departamento de Horticultura Ambiental e no Centro de Pesquisa e Educação Tropical (Trec), mantido pelo Instituto de Alimentos e Ciências Agrárias (Ifas) na cidade de Homestead, no sul do Estado da Flórida, nos Estados Unidos.

Ao falar para um público de estudantes e pesquisadores na área das ciências agrárias, Vendrame fez uma exposição geral sobre a instituição de ensino superior norte-americana, que tem cerca de 50 mil alunos atendidos em campi espalhados por 67 condados da Flórida, sendo que cada um possui uma estação experimental. O Estado possui extensa dimensão territorial e para atravessar toda sua extensão norte-sul são 12 horas de viagem de carro. Sua população é de 19 milhões de habitantes distribuídos geograficamente de forma desigual, com maior concentração no sul.

A estrutura da universidade possui idêntica dimensão e sua principal missão é educar, sendo que seus professores atuam nas três áreas da educação superior: ensino, pesquisa e extensão; com a obrigação de apresentarem resultados significativos em duas delas. A extensão abre oportunidades para crianças, adolescentes e jovens terem acesso em diferentes atividades na universidade, sendo que os estudantes do ensino médio podem, inclusive, cursar algumas disciplinas e contar créditos para quando for universitário. Os serviços prestados à população são avaliados em pesquisa para saber a satisfação.

Na universidade é dada grande importância para as publicações de acesso ao público em geral e na realização de workshops, de tal forma que os extensionistas, ao utilizarem dados de pesquisas, fazem a tradução de termos técnicos, para que a comunidade possa ler e compreender. No ensino universitário são ofertadas várias oportunidades de estágios. Vendrame disse que o ensino a distância tem crescido muito, pela comodidade dos alunos estudarem em casa, sem precisarem se deslocar para a faculdade. Nos cursos em que leciona na modalidade não presencial tem alunos de outros países.

No campo da pesquisa, um dos principais objetivos é a descoberta de soluções para problemas; o que representa a busca de resultados práticos. Conforme Vendrame existe muito dinheiro recebido em doações para a produção de pesquisa, com projetos financiados por empresas. Para exemplificar, contou que recentemente foi registrada uma doação de 10 milhões de dólares. Outro fato relevante destacado na palestra foi o de que “a Flórida adora colaboração internacional”, sinalizando, com essa fala, a possibilidade da busca de intercâmbios por professores e estudantes da Unoeste.

A sala utilizada para a palestra “Oportunidade e possibilidades – modelos de pesquisa, extensão em ensino da University of Florida”, no bloco B3 do campus II, ficou superlotada, ao ponto de precisar colocar mais carteiras. A outra palestra da noite foi com o auditório Buriti lotado, onde o professor mestre Sérgio Luís Sudsilowsky, da Universidade Veiga de Almeida, do Rio de Janeiro, discorreu sobre o tema “Projetista: o que a cultura maker pode fazer por você? E você, o que pode fazer com ela?” O público foi formado por alunos e professores de diferentes cursos.

Entre as atividades de encerramento do Enaext esteve o minicurso “Para gostar de ler na escola e na vida”, ministrado pelo professor mestre Itamar Xavier de Camargo, da Secretaria Municipal de Educação (Seduc). O Enaext foi o terceiro dos três eventos que compõem o 23º Encontro Nacional de Ensino, Pesquisa e Extensão (Enepe) que tem, como programação complementar, a partir das 17h desta sexta-feira (26) até às 22h deste sábado (27), no salão do Limoeiro, também no campus II, o Startup Day Unoeste.

 Premiação

Ainda como parte da programação noturna do Enaext ocorreu o anúncio dos vencedores e a premiação pública, no auditório Azaleia, dos primeiros colocados do 7º Prêmio Científico Unoeste e 4º Prêmio Pibic/CNPq/Unoeste.

A premiação científica ocorreu nas áreas de ciências agrárias, ciências exatas e engenharias, ciências humanas e sociais, e ciências da saúde e biológicas, nas categorias graduação e pós-graduação. Pelo Pibic foram três premiados, independentemente de categoria. Os trabalhos inscritos foram avaliados por pesquisadores internos e externos.

As entregas dos prêmios foram feitas pelas doutoras Danielle Aparecida do Nascimento dos Santos, coordenadora da Pedagogia presencial e a distância; e Graziela Garrido Mori Panucci, coordenadora do Programa de Mestrado em Odontologia; respectivamente representando o pró-reitor Acadêmico Dr. José Eduardo Creste e o pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e extensão Dr. Adilson Eduardo Guelfi.

Ciências agrárias

Graduação 1º lugar: Efeito de meios diluentes e sistemas de transporte no sêmen congelado analisado pelo método computacional casa em touros nelore; trabalho de Talita Raquel Cavichioli Sebastião, Camila Dutra de Souza Francisquini e Marcelo George Mungai Chacur/Unoeste. Pós-graduação 1º lugar: Análise in silico de genes da família DOF no genoma de coffea canéfora; trabalho de Vinícius Garcia, Alessandra Ferreira Ribas e Tiago Benedito dos Santos/Unoeste.

Ciências exatas e engenharias

Graduação 1º lugar: Estudo das propriedades fotoeletroquímicas do poli (azo-bismarck brown R) obtido por eletropolimerização para sensibilização de células solares; trabalho de Jessica Crivelaro Pacheco, André Olean Oliveira, Diego Noé David Parra e Marcos Teixeira/Unesp. Pós-graduação 1º lugar: Mapeamento da mudança da temperatura de superfície na região do Pontal do Paranapanema nos últimos 30 anos; trabalho de Rosana Amaral Carrasco, Lucas Prado Osco, Rejane Ennes Cicerelli, Paulo Antônio da Silva e Ana Paula Marques Ramos/Unoeste.

 Ciências humanas e sociais

Graduação 1º lugar: Qualidade ambiental e urbana na habitação social em Presidente Prudente – SP: o caso do Conjunto Habitacional Ana Jacinta; trabalho de Fernanda Fonseca de Oliveira, Jean Guilherme Oliveira, Tiago Bonfim Dias e Mayara Pissutti Albano Vieira/Unoeste. Pós-graduação 1º lugar: Educação e autismo: modelo metodológico para avaliação e a adaptação de games; trabalho de Gisele Silva Araújo e Manoel Osmar Seabra Júnior/Unesp.

Ciências da saúde e biológicas

Graduação 1º lugar: Perfil sociodemográfico e qualidade de vida de idosos de um centro de referência do idoso do oeste paulista; trabalho de Isabela Cristina Duarte Araújo, Gislaine da Silva Toretto, Thaoane Aparecida Cano Toledo, Margarete Jardinetti de Oliveira, Aline Duarte Ferreira e Weber Gutemberg Alves de Oliveira/Unoeste. Pós-graduação 1º lugar: Assentamentos de reforma agrária e a vigilância em saúde para leishmaniose visceral na região de Presidente Prudente, São Paulo, Brasil; trabalho de Patrícia Ferreira da Silva, Chelsea Pereira de Souza, Matheus de Carvalho Moreno e Lourdes Aparecida Zampieri D’ Andrea/Instituto Adolfo Lutz.

Trabalhos Pibic

1º lugar: Desenvolvimento de um software de análise não linear da voz; trabalho de João Pedro do Carmo Morato, Debora Godoy Galdino e Danillo Roberto Pereira/Unoeste; 2º lugar: Avaliação da susceptibilidade aos antimicrobianos, identificação da betalactamase de espectro-estendido e detecção dos genes blatem, blactx-m, blashv e blaoxa por PCR multiplex em Escherichia coli isoladas de um hospital e da comunidade; trabalho de Estevan Rodrigues dos Santos Neto, Maria Vitória Minzoni Iacia, Mayslla Keylla Brito do Carmo, Lauren Vila Naldi, Mayara de Oliveira Vidotto Figueiredo e Lizziane Kretli Eller/Unoeste; 3º lugar: Avaliação histológica do dano hepático mediante a exposição crônica ao ácido diclorofenóxiacético (2,4-D), trabalho de Leticia Rocha Magalhaes e Gisele Alborghetti Nai/Unoeste

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proteção contra força bruta. * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.