Epitácio ocupa 3º lugar em ranking de queimadas no Estado de São Paulo

Resultado de imagem para queimadas em epitácio

Dados obtidos via satélite e registrados no banco de dados do Inpe mostram 118 focos de incêndio ocorridos neste mês

Presidente Epitácio está entre as três cidades do Estado de São Paulo que mais registraram focos de queimadas, segundo dados obtidos pelo site de monitoramento do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Desde o começo de julho até a tarde de ontem, foram registrados 118 focos de incêndio no município, sendo que a cidade ocupa a colocação com Morro Agudo, ficando atrás de Santo Antônio do Aracanguá (161 focos) e Araraquara (138 focos). Segundo o Corpo de Bombeiros de Epitácio, recentemente foram atendidas de 6 a 7 ocorrências de queimadas por dia.

O ambientalista e presidente da Apoena (Associação em Defesa do Rio Paraná, Afluentes e Mata Ciliar) – responsável pela administração de reservas ambientais no município -, Djalma Weffort, esclarece que diversos fatores são responsáveis por essa quantidade “excessiva” de focos de incêndio. O tempo e a estiagem contribuem com o número, por gerarem nessa época os chamados incêndios espontâneos, mas existem outros motivos que também influenciam, como as queimadas involuntárias (geradas por descuido e negligência, como quando alguém joga a bituca”do cigarro em algum matagal) e as criminosas (propositais).

“Há ainda uma cultura entre os munícipes de atear fogo em folhagens, entulhos e resíduos em geral. Passa pela dona de casa ao agricultor, que acredita conseguir melhorar a produtividade de sua cultura com as queimadas, tornando apenas a área mais degradada em longo prazo. É algo enraizado nos hábitos da população”, lamenta. Para agravar ainda mais o cenário, de acordo com o ambientalista, a cidade possui uma grande extensão e carece de estrutura e recursos para combater os focos de forma rápida e eficaz.

Para o sargento Marcio Coraci Aleixo, do Corpo de Bombeiros em Presidente Epitácio, a falta de maquinário para adentrar aos locais de incêndio faz com que as equipes sintam dificuldades no combate. “Às vezes, o caminhão não entra, então, precisaria de um maquinário para abrir espaço e chegar próximo às chamas. Além disso, dependendo da ocorrência que chega ao batalhão, saímos com pouco efetivo e, quando chegamos lá, é necessário comunicar a sede para aumentar a equipe”, comenta.

Ocorrências recentes

Nas últimas semanas, como noticiado por este diário, dois incêndios de grande porte foram registrados no município. Segundo o Corpo de Bombeiros, na segunda-feira ocorreu incêndio em uma APA (área de preservação ambiental), no km 40 da SPV-35, que liga Presidente Epitácio ao distrito de Planalto do Sul, em Teodoro Sampaio. Ao todo, 40 alqueires da propriedade rural foram prejudicados e a suspeita é de que o incêndio tenha sido criminoso. Devido ao local ser de difícil acesso às viaturas, foi necessário o trabalho reforçado dos bombeiros durante toda a madrugada, para que conseguissem adentrar ao local do fogo que, segundo a equipe, apresentava mato seco, o que facilitou a propagação das chamas. A Polícia Civil deverá investigar o caso a fim de esclarecer os fatos.

Na sexta-feira passada, por sua vez, o ambientalista Djalma Weffort registrou um boletim de ocorrência após o incêndio que atingiu 300 hectares da área administrada pela associação, na noite de quarta-feira, na Rodovia Vicinal Hélio Gomes, em Presidente Epitácio. Ao todo, 30% da reserva florestal foram consumidos pelo fogo. Durante vistoria, a guarnição verificou três possíveis locais de início do fogo, o que reforça a tese de que a queimada tenha sido criminosa. Conforme o boletim de ocorrência, a reserva florestal tem enfrentado tentativas de invasão, sendo que há pouco mais de um mês houve a reintegração de posse de uma parte da área invadida.

Djalma esclarece que a Polícia Técnica Científica foi ao local vistoriar, e tem observado também patrulhamento por parte da Polícia Militar Ambiental. Mesmo com o monitoramento, afirma que pessoas continuam a entrar clandestinamente na área. “Existem três indivíduos que não passam pela portaria e, em determinadas horas do dia, entram e saem quando querem”, o que confronta com a determinação da Justiça Federal, que determinou a retirada de invasores da reserva.

SAIBA MAIS

Segundo o Instituto Climatempo, até amanhã não há previsão de chuva para Presidente Epitácio. As máximas previstas são de 28ºC a 31ºC no município e, na última segunda-feira, a umidade do ar atingiu 43%. Para a OMS (Organização Mundial da Saúde), o índice ideal é de 60%.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proteção contra força bruta. * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.