Intepp, Acipp e Sebrae ofertam soluções para novas empresas

No mínimo 15 e no máximo 30 empresas relacionadas com a Incubadora Tecnológica de Presidente Prudente (Intepp) têm a oportunidade de obterem soluções empresariais pelo Programa Sebrae-SP de Tecnologia da Informação – TICs, a custo praticamente simbólico. Oportunidade rara, com a finalidade de alavancar novas empresas no setor de tecnologia. O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) está subsidiando 40% e a Associação Comercial e Empresarial de Presidente Prudente (Acipp) outros 40%.  Então, o custo em torno de R$ 1050 cai para cerca de R$ 210. Inciativa que, em sua articulação, tem o apoio da Associação das Empresas Produtoras de Software do Oeste Paulista (PoloIN).

Para o gerente da Intepp, Luís Orácio Ramos Isique, professor na Faculdade de Informática de Presidente Prudente (Fipp/Unoeste), os entendimentos fluíram tão bem e os subsídios surgiram em percentuais inesperados, ao ponto de surpreender a todos os envolvidos em recente reunião na sede do Sebrae-Regional, envolvendo ainda o gerente regional José Carlos Cavalcante, o presidente da Acipp Ricardo Anderson Ribeiro e o vice-presidente da PoloIN, Emérson Silas Dória. A apresentação às empresas incubadas foi feita por Cavalcante, na sexta-feira (15) na Intepp, juntamente com a gestora de serviços e comércio Paula Cristina Pereira.

O programa contempla empresas com diferentes códigos da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), junto à Receita Federal, órgão do Ministério da Fazenda que, entre outras atribuições, é responsável pelo processo do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), para que uma empresa exista oficialmente. O programa proporcionado pelo Sebrae é destinado para empresas com códigos CNAE de desenvolvimento, implantação ou manutenção de: softwares, apps e infraestrutura; ou relacionadas com serviços, tais como os de  plataformas web, nuvem e e-commerce.

O Programa Sebrae-SP de Tecnologia da Informação – TICs oferece soluções para redução de custos, aumento de vendas, conquista de clientes, meio para resolver problemas de gestão e recursos humanos (RH), com o objetivo de turbinar os negócios e de fazer crescer os lucros. Distribuídas de acordo com o tempo disponível dos empresários relacionados com a Intepp, de julho a novembro deste ano, serão 46 horas para serem desenvolvidos um conjunto de soluções que envolvem diagnósticos, cursos, seminários, sessões de negócios, consultorias individuais e outras ferramentas específicas para melhorar o desempenho empresarial.

Conforme Cavalcante e Paula Cristina, na articulação feita pela Intepp são esperadas as inscrições até o dia 29 deste mês, a partir de quando será definido o cronograma de das atividades do programa.  

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proteção contra força bruta. * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.